Tamisação farmacêutica contida e transferência de pó

Darren Ralphs
Darren Ralphs
Marketing Assistant

Tecnologia de peneiramento sanitário integra válvula borboleta dividida para transferência contida de produtos farmacêuticos em pó

Devido às diretivas ATEX, a contenção durante o processamento e a transferência de pós farmacêuticos tem alta prioridade, e várias medidas devem estar instaladas para dar conta do risco de explosão. Além disso, a tamisação contida de materiais farmacêuticos e a transferência contida entre recipientes são imperativas para a segurança do operador, bem como para a proteção do produto contra contaminação.

Sacos e recipientes vedados para transferência de pó são usados para transferir produtos farmacêuticos de uma etapa de produção para a etapa seguinte. No momento de carregar o pó nesses recipientes ou de descarregar o pó desses recipientes, poeiras e fumos perigosos podem ser liberados. Um fabricante em posição de liderança, em busca da transferência contida de pós farmacêuticos após a tamisação, fez contato com a Russell Finex para obter uma solução. Além de fornecer contenção, esta solução também precisava ser capaz de peneirar sílica pirogênica (uma forma muito fina de dióxido de silício), sabidamente difícil de peneirar devido à sua baixíssima densidade.

Peneira asséptica garante a contenção durante o peneiramento e a transferência de póO ponto principal para a Russell Finex foi o de integrar uma válvula do tipo borboleta dividida em uma peneira sanitária industrial. Válvulas borboleta dividida, também conhecidas como válvulas ativa/passiva ou válvulas de contenção para transferência de pó, fornecem contenção durante a transferência de produto de um equipamento ou recipiente para outro, muito populares na transferência de pó farmacêutico. Elas minimizam os níveis de poeiras emitidas para as superfícies externas e para o ambiente circundante antes, durante e após a transferência, e são comumente usadas na indústria farmacêutica para atender às diretivas ATEX. Para garantir a contenção de produto durante a transferência de pó, a Russell Finex integrou uma válvula de borboleta dividida a uma Russell Compact Airlock Sieve™.

A Russell Compact Airlock Sieve™ beneficia-se de um sistema patenteado de fixação e vedação TLI (twist - lock – inflate), propiciando operação e manutenção facilitadas, ao mesmo tempo em que maximiza o desempenho de peneiração. Esta peneira asséptica de grau farmacêutico remove com precisão a contaminação de tamanho acima do estabelecido dentro de uma unidade contida, sendo ideal para peneiramento de controle de pós farmacêuticos. Uma vedação inflável trava os componentes no lugar durante a operação, reduzindo a liberação de poeiras e fumos perigosos com nível de contenção OEL 5 (menos de 1 μg/m3).

Tamisador farmacêutico sanitário com válvula de borboleta dividida para salvaguardar operadoresDevido à operação vibratória do equipamento de peneiração mecânica, é importante que o envoltório e os componentes sejam projetados para suportar a ação vibratória contínua. Normalmente, válvulas de contenção para transferência de pó não são construídas para resistir a este tipo de força, e são extremamente pesadas, o que significa que as peças adjacentes são submetidas a um esforço maior. A Russell Finex construiu uma estrutura de suporte especificamente projetada, bem como um conector flexível, para absorver e isolar esta vibração. Isto garante que a válvula permaneça totalmente operacional, reduzindo o tempo de parada de máquina ao mínimo, ao mesmo tempo em que salvaguarda os operadores.

Nos sistemas convencionais de peneiramento, quando se peneiram pós difíceis como a sílica pirogênica, podem ocorrer entupimentos da malha da peneira. A Russell Compact Airlock Sieve™ complementada com o Sistema de Desobstrução Vibrasonic® faz este problema desaparecer. Esta tecnologia de tamisação ultrassônica efetivamente quebra a tensão superficial da malha, permitindo que as partículas boas atravessem livremente.

Sempre pensando nos operadores, esta peneira farmacêutica customizada também incorporou um elevador pantográfico para ajudar os operadores no carregamento e no descarregamento do recipiente de transferência de pó antes e depois do enchimento. Estes recipientes são em geral difíceis de carregar e podem ser extremamente pesados quando preenchidos com produto. O elevador pantográfico permite que os operadores coloquem facilmente o recipiente na unidade e o elevem até a válvula, sem levantamento manual. Para aumentar ainda mais a usabilidade, uma conexão similar à de um engate de reboque foi também incorporada em ambos os suportes, o da unidade de peneiração e o da unidade de controle, permitindo a movimentação das duas unidades como se fossem uma. Isto é particularmente útil em aplicações sanitárias como esta, onde as unidades precisam ser levadas regularmente a uma área separada para limpeza.

Fundada em 1934, a Russell Finex tem uma vasta experiência em fornecer tecnologia de tamisação na a industria farmacêutica para fabricantes em posição de liderança. Com uma base de clientes que inclui a Pfizer, a GSK, a Wyeth e a Sanofi-Aventis, a Russell Finex fornece soluções de alta qualidade para processamento farmacêutico contido e transferência de pó. Para descobrir como nossos equipamentos de tamisação industrial poderiam otimizar seu processo de produção, entre em contato com a Russell Finex hoje.

Produtos recomendados

Ver mais produtos

Voltar para notícias e eventos